quinta-feira, 3 de maio de 2007

A Fabulosa Escotilha.

Tudo iniciou-se na maravilhosa Bangladesh, num dia ensolarado, quente, úmido, albatroz.
As pessoas andavam furtivamente para coletar seus pertences, insolentes, insonies, maniacos.
A multidao esquentava como uma colmeia de abelhas.
Todos prontos para incorporar mais um dia seletivo em suas vidas continuas, rotineiras.
Imagine-se no ponto de quebra de paradigma - Um garoto - De chinelas, trajando apenas short e regata. Imovel na corrente humana.
Indigesto foi o cafe da manha de BongFuhTcho, esse era o nome do pequeno garoto.
Havia comido serragem com lantejoulas. Ahh, as famosas lantejoulas....
Pareciam estar em todos os lugares.... brilhantes, abundantes, estonteantes.... dirigiam os olhos perdidos dos infantos e adultos.....
Aqueles movimentos insolitos das vestimentas provenientes dos montes Apalaches, customizadas por tripos Cherokees...
Afinal, eles comiam os famosos cactus, cheios de mescalina, que produziam efeitos alucinogenos, e tinham visoes essenciais....
Na nevoa noturna daquele lugar...mais coisas se escondiam....Panetones....
O garoto nao desistia de ir contra o fluxo...
nunca desista de ir contra o fluxo...
ele dizia..."Dane-se o fluxo"....
Ate que foi abordado pelo submarino....
Medo...
incertezas..
indecisoes..
Dane-se o fluxo ele ainda dizia

2 comentários:

Darcio Soprano disse...

hahahaahahah, serragem com lantejoulas????hahahahahahahaah, cactus????submarino?????
aonde vc arranjou essa LSD, eu quero um pouco

Rodrigo Récio disse...

hauahuahuahuahuahuaauhau, BongFuhTcho eh o cara, brother!